6 de outubro faz hoje vinte anos que Amália nos deixou. Saudade, eterna Saudade

Anúncios

Teresa Siqueira / Só a morte de Passagem

Teresa Siqueira, a mãe de Carminho, a cantar-nos na música do Fado Puxavante um poema de João Fezas Vital, poeta saudoso que tão bem conheci quando vinha de férias para Moledo do Minho e veio várias vezes a minha casa na altura o Kalunga. Pois Teresa Siqueira que tem vários fados com poemas dele, gravados e este Puxavante, musica de Joaquim Campos tem acompanhamento do conjunto de Guitarras de António Chaínho . Saudações Fadistas e um abraço a Todos. Américo

 

Argentina Santos / Naquela Noite em Janeiro

Lembramos Argentina Santos, Fadista consagrada e já retirada. Presentemente vive na Casa do Artista, depois de uma vida cheia de entrega ao Fado e á sua Casa ” A Parreirinha de Alfama” que tanta vez lá estive e a ouvi-la em directo fechando ela sempre a sessão da noite. Aqui no Fado Acácio que é todo um libelo de bem cantar o Fado Castiço. bjinho para ela e desejos de melhor saúde. Abraço a Todos

Maria Teresa de Noronha / Fado Anadia

Maria Teresa de Noronha aqui neste Fado a cantar pela última vez em público. Programa de D.João da Câmara na Ex – Emissoura Nacional. Esta Senhora tinha a arte de cantar bem – Fado Anadia com Letra de Marques dos Santos e mùsica de josé Maia de Cavalinhos – Acompanhamento do Conjunto de Guitarras de Raúl Nery mais o Viola Joaquim do Vale. Saudades de Todos!

Amália / Oiça lá ó Senhor Vinho

Amália só existiu UMA Edito este vídeo porque certa rádio transmitiu o mesmo tema por outra senhora que canta e até o tem gravado em cd, apelidando-a o locutor como a segunda Amália (Dá vontade de rir, ouvir as duas gravações e comparar. Meus senhores Amália só Há Uma – (Sim porque ELA para nós não morreu! Abraço Fadista – Américo ( parte dos slides são obra da minha amiga Mena e penso que algumas fotos são da nossa querida Lili (Leonilde Henriques) Obrigado